Faça uma busca

Google
 

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Genealogia 104: Leonardo Gonçalves, quantos em Ribeira Seca?

Um nome que aparece repetidas vezes nos assentos de Ribeira Seca é Leonardo Gonçalves ou Leonardo Gonçalves Teixeira. Achei inúmeras referências, e não sei se há vários homônimos ou se trata-se de apenas um indivíduo. Para revisar meus dados, vou compilar o que tenho nesta postagem. Espero assim clarear a situação.

Abreviaturas:
pp. = padrinhos
c/c = casado com
s/m = sua mulher

I) Leonardo Gonçalves Teixeira, pai de João Teixeira Gato (casado na Calheta em 22-8-1650 com Maria Álvares, infelizmente o registro não informava o nome de sua mãe) e Paula Teixeira (madrinha em 25-6-1628, solteira). Estimar sua data de nascimento é algo difícil pela falta de dados, o nascimento do João deveria ter sido por volta de 1620, e Leonardo para cerca de 1590, mas a Paula já é madrinha em 25.06.1628, de Luzia (filha do capitão Gaspar Nunes Netto e Bárbara da Cunha de Valença) por tanto, já poderia ter uns 15 ou 20 anos, arriscaria uma média de 1605-1615, o que recuaria a estimativa do Leonardo para 1580, mais ou menos. Paula também foi madrinha em 02.01.1625, de Maria, filha do capitão Pedro de Sousa ( o mesmo Pedro Luís de Sousa abaixo, será???) e Fausta de Santiago. Um Leonardo Gonçalves Teixeira é padrinho em Fevereiro de 1628 de Maria, filha de Gregório João e Isabel Ferreira. Não é citado como filho de ninguém, e nem sabemos se era solteiro ou casado.

II) Leonardo Gonçalves Teixeira, filho do capitão Pedro Luís de Sousa. Em 23-1-1637,
solteiro, foi padrinho de Luzia dos Anjos Paulo, filha natural de Antônio Manuel e Maria Paulo; e em 13-10-1641, ainda solteiro, foi padrinho de Ágada, filha de Antônio Luís Marques e Ana Rodrigues. Pode ter nascido por volta de 1615-1620, e não pode ser o mesmo anterior, podendo talvez, quem sabe, ser seu neto ou sobrinho.

III) Leonardo Gonçalves Teixeira (=Leonardo Gonçalves de Sousa), casado com Catarina de Sousa, pais de Manuel de Sousa Teixeira, Francisco(?) de Oliveira, João de Oliveira, Isabel (bat. 02.11.1677 - padrinhos: Tomé Gregório, filho de Francisco Lopes de Sousa, e Bárbara da Páscoa, filha do capitão Tomé Gregório), Fabião Teixeira de Sousa (bat. 20.01.1680 - padrinhos: Manuel Vieira Teixeira e Maria Jorge c/c Antônio Marques) e Joaquim (bat. 08.04.1685 - pp: Manuel Pereira filho de Agostinho Pereira, e Úrsula Pereira c/c João Gonçalves Jordão). O João de Oliveira está incluso neste grupo familiar por tentativa. É citado textualmente como "filho de Leonardo Gonçalves Teixeira". O nome que li como Francisco? pode ser o mesmo João de Oliveira. Quanto à estimativa para este Leonardo III, pelos filhos batizados, eu arriscaria uns 1640-45. Pode ser o mesmo anterior, já casado.

João de Oliveira é padrinho diversas vezes, sempre solteiro: 13-05-1683 (Maria, filha de Sebastião Vieira e Isabel Luís, gente vinda do Topo, e aí ele é dito filho de "Leonardo Gonçalves"); 08-11-1684 (Manuel, filho de João Cardoso e Maria da Silveira, gente do Topo, e ele é dito filho de Leonardo Gonçalves Teixeira); 25-05-1685 (Antônio, filho de Manuel Vieira de Sousa e Maria Gregório, seu pai citado com o sobrenome Teixeira); e 27-03-1688 (Manuel, filho de Manuel Pereira? e Maria Vieira, pai citado como Teixeira). Seu batismo deve ter ocorrido em alguma lacuna, pois é mais velho que seus irmãos devendo ter nascido por volta de 1663-1668.
Seu irmão Manuel de Sousa Teixeira, casado em 1700, também deve ter nascido por volta de 1670. Isto empurraris a estimativa de nascimento do Leonardo pai para cerca de 1630-1640.
Francisco de Oliveira é padrinho quando solteiro em 1692, de Maria, filha de Manuel de Breves de Melo e Maria de Sousa, como "filho de Leonardo Gonçalves Vieira". O registro não estava bom, e tenho dúvida nas leituras.

IV) Leonardo Gonçalves, filho de Baltazar da Cunha, foi padrinho em 11-2-1652, solteiro, de Manuel, filho de Domingos Afonso de Sousa e Maria da Cunha Vieira, neto paterno do capitão Baltazar Luís Pereira e Joana Dias Pereira de Lemos; neto materno de Baltazar da Cunha Vieira, provavelmente o mesmo pai do Leonardo. Este Leonardo não pode ser o Leonardo II, pelo pai diferente.

V) Leonardo Gonçalves, casado com Isabel Teixeira. Em 10-12-1655, Isabel, casada, foi madrinha de Bárbara, filha natural de Ágada Simão, e o padrinho foi Francisco Luís Pereira.

VI) Leonardo Gonçalves, casado com Ana Marques, pais de Lucas, batizado em 22.10.1668 (pp: João de Sousa e Violante de Sousa, filhos de Antônio de Sousa). Poderia ser os mesmos II e III, ambos ou algum deles.

VII) Leonardo Gonçalves, casado com Maria Vieira, já estavam casados em 9-5-1677, quando ela é madrinha de Maria Luís, filha de Domingos Cardoso e Bárbara Luís.

CRONOLOGIA

Nunca faz mal organizar cronologicamente para "pôr ordem na casa". Eu sei que é confuso...

1628 - Leonardo G. T. I , já tinha uma filha Paula Teixeira, solteira como madrinha.
1637 - Leonardo G.T. II, filho de Pedro Luís de Sousa, solteiro como padrinho.
1652 - Leonardo IV, filho de Baltazar da Cunha Vieira, solteiro, padrinho
1655 - Isabel Teixeira, casada com Leonardo V, madrinha.
Cerca de 1660-1670 - Leonardo G.T. III e Catarina de Sousa batizam filhos cujos registros perderam-se.
1668 - Leonardo VI casado com Ana Marques, batizando filho Lucas
1677 - Maria Vieira, esposa de Leonardo VII, como madrinha.
1677 - Leonardo G. T. III e Catarina de Sousa batizam filha Isabel.
1680 - os mesmos batizando filho Fabião.
1685 - Os mesmos batizando filho Joaquim.

DISCUSSÃO

Apenas I, II e II trazem "Teixeira no sobrenome", e creio que não sejam os mesmos IV, V, VI, VII, talvez sejam parentes, mas os dados não são conclusivos.

I é o mais antigo, remontando ao século XVI, e sendo talvez avô ou tio de II. Muitos dos Pedros Luís de Sousa são descendentes do Pedro Luís de Sousa Brasil, genearca da família Brasil, que deve ter vivido no fim do século XV (seu nome liga-se ao Monte Brasil dos Açores, sem ligação com nosso país). Curiosamente, este teve uma filha Isabel Pires de Sousa (Pires = filha de Pe(d)ro, uso do patronímico), que casada com André Gonçalves Teixeira, teve muitos filhos. Neste ramo deve enraizar-se o Leonardo Gonçalves Teixeira mais antigo. Este foi irmão ou pai de Pedro Luís de Sousa, que gerou o Leonardo II. O Leonardo III, aparecendo também como Sousa, pode ser o mesmo II, já casado. Os Leonardos Gonçalves restantes possuem dados muito esparsos, é fica difícil fazer qualquer hipótese mais esclarecedora. Podem ser um só homem, através de vários casamentos. IV era solteiro em 1652; V estava casado com Isabel Teixeira em 1655; VI casado com Ana Marques em 1668; VII casado com Maria Vieira em 1677. Podem todos ser a mesma pessoa.

Nenhum comentário: