Faça uma busca

Google
 

sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Genealogia 116: Duas dispensas nos Correias

Selecionei duas dispensas que envolvem a mesma família, e podem elucidar a origem de Manuel Correia Teixeira, seguramente relacionado aos Correia da Silveira de Vila Nova do Topo. Manuel Correia de Sousa e Rosa Antônia casaram-se em 9 de janeiro de 1764, enquanto o sargento João Correia Teixeira e Maria de Sousa casaram-se em 15 de fevereiro 1724.


O mesmo grau de parentesco se repete, mas as tabelas possuem uma geração de diferença.
1- Na ascendência de Rosa Antônia, Pedro Correia da Silveira é duas vezes seu ancestral. Se a ligação viesse pelos Correia da Silveira, deveríamos ter um grau duplicado.
2- Poderia haver uma ligação entre Diogo Luís Goulart e Ana Goulart?
3- Ana Goulart não poderia ser filha de Pedro Quadrado Goulart, talvez seja sobrinha? Tentei experimentar com ela filha de Manuel Goulart de Oliveira, mas aí o parentesco por Diogo Luis Goulart daria quarto grau apenas.
4- Tentando Manuel Correia Teixeira como filho de Amaro Teixeira da Silveira e Maria Correia da Silveira, encontro problemas. Haveria uma ligação comum pelo Pedro Correia da Silveira, mas seria quarto grau e não terceiro. Será que eu li errado, e era terceiro grau por um lado, e quarto por outro? Neste caso o Pedro Quadrado Goulart poderia ser o pai da Ana Goulart, e a dispensa de Manuel Correia estaria correta. E a dispensa do João estaria correta, ligado pelo casal João Ferreira e Catarina André.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Genealogia 115: Duas dispensas nos Fagundes

Voltando ao tema "investigação de dispensas matrimoniais no Topo, encontrei dois casamentos envolvendo dois irmãos

Casamento de Vital de Sousa Fagundes e Bárbara Micaela da Silveira (Terceiro e quarto grau de consangüinidade)

Casamento de Isabel Catarina de Jesus com o capitao Isidoro Gonçalves de Lemos e Azevedo (Quarto grau de consangüinidade)

O que podemos concluir daí?
1 - Sendo Vital e Isabel irmãos a diferenças nos graus não pode decorrer da ascendência comum de ambos, mas sim da ascendência dos cônjuges.
2- Tomando-se os cônjuges, Isidoro e Bárbara Micaela, ambos são netos de Francisco Teixeira Leonardes e Luzia do Espírito Santo, portanto a diferença não vem destes ramos também.
3- João Álvares Fagundes veio da freguesia de Velas. Estaria aí o elo perdido, ou teríamos que nos manter na vila do Topo, com os ascendentes de Isabel de Sousa.
4 - A filiação de Antônio Maria foi deduzida. Estará errada? Seria ela filha de Cosme da Silveira Borges e Isabel da Conceição?

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Genealogia 114: Três dispensas na mesma família

Descobrir antepassados remotos nos Açores, sem os registros de casamentos da época, é tarefa muito difícil. A chave para solucionar estes mistérios é comparar as dispensas matrimoniais de consangüinidade, que indicam parentescos remotos de até cinco gerações. Separei três dispensas na mesma família.

Casamento 1 - Francisco Teixeira Leonardes e Luzia do Espírito Santo da Silveira

Casamento 2 - Francisco da Silveira de Sousa e Mariana de Mendonça



Casamento 3 - Pedro Ferreira da Silveira e Ana de Sousa




Notem que nos três casos há uma grau misto de 3o. e 4o. fixo que pode ser determinado a partir das semelhanças em todas as tabelas. Metade dos ramos é idênticos, possibilitando explicar o grau misto como decorrente de um ancestral comum entre Maria Cerveira (poderia ser ela filha de Sebastião Cerveira e Isabel Luís) e Baltazar Gonçalves Teixeira, creio eu (há muitas conexões entre os Gatos, Simões, Teixeiras, Teixeiras Brasil e Dias). O 4o. grau adicional que distingue os primeiros casos pode ser explicado por um ancestral comum entre Inês Gonçalves Gato e o ancestral "felino" de Diogo Teixeira de Sousa. Lidei com duas hipóteses para a filiação do Diogo: Simão Gato e Bárbara Vieira e Manuel Ferreira Teixeira e Bárbara Gato, mas encontrei problemas em ambas.

Genealogia 113: Manuela Ferreira, "A Noiva de Garibaldi"


Manuela, sobrinha de Bento Gonçalves, foi uma das personagens mais marcantes da mini-série "A Casa das Sete Mulheres", adaptação televisiva do livro homônimo de Letícia Wierzchowski, série esta produzida pela TV Globo no início de 2003. Manuela de Paula Ferreira ficou conhecida como "A Nova de Garibaldi", pois contam as tradições que ela nutriu uma paixão platônica pelo italiano em sua estadia no Brasil durante a Revolução Farrtoupilha, paixão está convertida por licença poética em um caso de amor real. Manuela foi interpretada pela atriz Camila Morgado.
Como tenho acumulado muitos dados sobre genealogia gaúcho, e tendo consultado muitos artigos sobre a genealogia de Bento Gonçalves, sempre me intrigou a tal "sobrinha". Verifiquei e cruzei dados sobre os irmãos do Bento e nada achei. O mistério solucionou quando descobri que na verdade ela não era sobrinha, mas sim uma prima. Bento Gonçalves da Silva (n. Triunfo 23.09.1788), por sua mãe Perpétua da Costa Meireles, era neto materno de Manuel Gonçalves Meireles e Antônia da Costa Barbosa. Este mesmo casal teve como filho o capitão Manuel Gonçalves Meireles Júnior, pai de Maria Manuela Meireles, a mãe da dita Manuela (n. Pelotas 08.07.1820). Temos assim que a mãe de Manuela era prima-irmã de Bento, e nos idos de 1840, Bento já era um homem de 50 anos, enquanto Manuela tinha seus vinte anos de idade. Localizei o casamento dos pais da Manuela, e posto aqui a ascendência dela. Manuela combinava em sua genealogia ascendentes açorianos, mineiros, paulistas e tinha entre seus antepassados uma das Três Ilhoas mineiras e Jerônimo Dornelas, fundador de Porto Alegre.

Gráfico Ahnentafel para Manuela de Paula Ferreira

Primeira Geração

1. Manuela de Paula Ferreira nasceu em 8 julho 1820 em Pelotas-RS.

Segunda Geração

2. Francisco de Paula Ferreira nasceu em Campanha-MG e foi batizado1 em 9 março 1783 em Campanha-MG (Santo Antônio do Val da Piedade). Ele casou-se com2 Maria Manuela Meireles em 16 junho 1817 em Pelotas-RS.

3. Maria Manuela Meireles nasceu em Rio Grande-RS.


Fontes

1. Homepage, www.genealogiavillasboas.hpg.ig.com.br, 21 mar 2005.

2. Arquivo da Cúria de Pelotas, Catedral, Casamentos 1,27, 21 mar 2005. Pesquisado por Elisabeth Connill.

Terceira Geração

4. guarda-mor Manuel Ferreira da Costa Neves nasceu1 em Coina (sic), bispado de Lisboa, Portugal. Ele casou-se com2 Vitória Maria de Jesus em 3 agosto 1774 em Lavras-MG.

5. Vitória Maria de Jesus nasceu em São João d'El Rei-MG.

6. capitão Manuel Gonçalves Meireles Filho3 foi batizado em 6 novembro 1748 em Viamão-RS. Ele faleceu 1804-inv em Pelotas-RS. Manuel casou-se com Isabel Joaquina de Souza em 28 fevereiro 1778 em Triunfo-RS.

7. Isabel Joaquina de Souza nasceu c.1758 em Viamão-RS.

Fontes

1. JACCOTTET, Alda Maria de Moraes & BETEMPS, Leandro Ramos (org.), Povoadores de Pelotas: freguesia de São Francisco de Paula (1812-1825), UFPel, 2006.

2. Homepage, www.genealogiavillasboas.hpg.ig.com.br, 21 mar 2005.

3. FABRÍCIO, José de Araújo, A freguesia de Nosso S.Bom Jesus de Triunfo, Revista do Instituto Histórico e Geográfico do RS, v.27, n.1-4 (1947), pag 320.


Quarta Geração

8. Caetano Ferreira casou-se com Maria do Ó.

9. Maria do Ó.

10. Manuel Pereira do Amaral nasceu1 em São Brás do Couto, bispado de Lamego (Portugal). Ele casou-se com Ana Maria do Nascimento.

11. Ana Maria do Nascimento nasceu2 em São João del Rey-MG e foi batizada3 em 11 dezembro 1724 em São João del Rey-MG . Ela faleceu4,5 em 1 novembro 1808 em São João del Rey-MG.

12. Manuel Gonçalves Meireles6 nasceu em Mondim de Basto, Mondim de Basto, Vila Real (PT). Ele casou-se com Antônia da Costa Barbosa.

13. Antônia da Costa Barbosa foi batizada em 9 outubro 1727 em Guaratinguetá-SP . Ela faleceu em 18 agosto 1814 em Triunfo-RS.

14. Manuel de Ávila e Souza nasceu em Rosais, ilha de S.Jorge. Ele faleceu em 9 maio 1807. Manuel casou-se com Catarina Isabel de São Francisco em 19 outubro 1743 em Velas, ilha de S.Jorge.

15. Catarina Isabel de São Francisco nasceu cerca de 1715 em Velas, ilha de São Jorge. Ela faleceu em 6 maio 1798 em Porto Alegre-RS.

Fontes

1. Homepage, http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.phtml?cod=2080&cat=Ensaios, 21 mar 2005.

2. Homepage, http://www.villasboasfamilia.hpg.ig.com.br/Inv-Test/AnaMariaDoNascimento.html#testamento, 21 mar 2005.

3. Homepage, http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.phtml?cod=2080&cat=Ensaios, 21 mar 2005.

4. Homepage, http://www.villasboasfamilia.hpg.ig.com.br/Inv-Test/AnaMariaDoNascimento.html#testamento, 21 mar 2005.

5. Homepage, http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.phtml?cod=2080&cat=Ensaios, 21 mar 2005.

6. FABRÍCIO, José de Araújo, A freguesia de Nosso S.Bom Jesus de Triunfo, pag 318-323.

Quinta Geração

20. Gonçalo Pereira casou-se com Ana do Amaral.

21. Ana do Amaral.

22. Diogo Garcia foi batizado1 em 13 março 1690 em Horta (Angústias), ilha do Faial. Ele casou-se com2 Júlia Maria da Caridade em São João del Rey-MG.

23. Júlia Maria da Caridade nasceu3 em 8 fevereiro 1707 em Horta (Angústias), ilha do Faial.

24. Francisco Meireles casou-se com Senhorinha Gaspar.

25. Senhorinha Gaspar nasceu em Mondim de Basto, Mondim de Basto, Vila Real (PT).

26. Jerônimo Dornelas de Menezes nasceu4 em Santa Cruz, ilha da Madeira. Ele faleceu em 27 setembro 1771 em Triunfo-RS. Jerônimo casou-se com Lucrécia Leme Barbosa (neta) em 1723 em Guaratinguetá-SP.

27. Lucrécia Leme Barbosa (neta) faleceu em 2 outubro 1800 em Triunfo-RS.

28. Bento de Ávila Machado nasceu em Rosais, ilha de S.Jorge. Ele casou-se com Maria do Rosário de Souza em 19 janeiro 1710 em Velas, ilha de S.Jorge.

29. Maria do Rosário de Souza nasceu em Santo Amaro, ilha de S.Jorge.

30. Manuel Pacheco da Costa nasceu c.1685 em Velas, ilha de S.Jorge. Ele casou-se com Ana de Quadros Franco em 8 abril 1709 em Velas, ilha de São Jorge.

31. Ana de Quadros Franco nasceu em Velas, ilha de S.Jorge. Ela faleceu em 13 julho 1725 em Velas, ilha de S.Jorge.

Fontes

1. AMATO, Marta, Três ramos Garcia: Uma só origem, Revista GenTree : Genealogia & História - Ano I, número 1. São Paulo, 2001, pg.26, 21 mar 2005.

2. AMATO, Marta, Três ramos Garcia: Uma só origem, pg.26, 21 mar 2005.

3. Homepage, http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.phtml?cod=2080&cat=Ensaios, 21 mar 2005.

4. DORIA, Francisco Antonio, Os Herdeiros do Poder.

Sexta Geração

44. Mateus Luís nasceu1 em Flamengos, ilha do Faial. Ele casou-se com2 Ana Garcia em 20 junho 1664 em Horta (Matriz), ilha do Faial.

45. Ana Garcia nasceu em Horta (Matriz), ilha do Faial.

46. Manuel Gonçalves Correia "o Burgão" nasceu3 em Feteira, ilha do Faial. Ele casou-se com4 Maria Nunes em 22 julho 1685 em Horta (Angústias), ilha do Faial.

47. Maria Nunes foi batizada5 em 24 abril 1667 em Horta (Angústias), ilha do Faial .

52. João Manuel Pestana de Velosa casou-se com6 Antônia Muniz de Vasconcelos em 10 novembro 1697 em Porto Santo, Madeira.

53. Antônia Muniz de Vasconcelos.

54. Baltazar Correia Moreira casou-se com Fabiana da Costa Rangel.

55. Fabiana da Costa Rangel.

56. Gregório de Ávila Machado casou-se com Maria do Rosário de Oliveira.

57. Maria do Rosário de Oliveira.

58. Manuel de Souza Fagundes casou-se com Luzia Vieira Fagundes.

59. Luzia Vieira Fagundes.

60. Manuel Dias da Costa casou-se com Felipa Dias.

61. Felipa Dias faleceu antes 1709.

62. Manuel Dias (Machado Franco) Madruga faleceu antes 1709. Ele casou-se com Maria da Rosa.

63. Maria da Rosa.

Fontes

1. AMATO, Marta, Três ramos Garcia: Uma só origem, pg.20.

2. AMATO, Marta, Três ramos Garcia: Uma só origem, pg.20.

3. Homepage, http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.phtml?cod=2080&cat=Ensaios, 21 mar 2005.

4. Homepage, http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.phtml?cod=2080&cat=Ensaios, 21 mar 2005.

5. Homepage, http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.phtml?cod=2080&cat=Ensaios, 21 mar 2005.

6. Arquivo Regional da Madeira, Porto Santo, Casamentos 992,10v, 15 dez 2004.

Sétima Geração

88. Francisco Luís casou-se com Maria Martins.

89. Maria Martins.

90. Diogo Rodrigues casou-se com Bárbara Goulart Duarte.

91. Bárbara Goulart Duarte faleceu1 em 8 agosto 1667 em Horta (Angústias), ilha do Faial.

92. João Gonçalves casou-se com Inês Correia.

93. Inês Correia.

94. João Lourenço Nunes casou-se com2 Madalena Jorge em 27 junho 1666 em Horta (Angústias), ilha do Faial.

95. Madalena Jorge.

104. Antônio Ruas Lomelino II casou-se com Mariana Muniz.

105. Mariana Muniz.

106. Manuel Homem da Costa casou-se com3 Isabel Muniz de Menezes em 11 agosto 1670 em Santa Cruz, Madeira.

107. Isabel Muniz de Menezes.

108. Matias Martins.

110. Francisco Nunes da Costa nasceu4 em Capitania do Espírito Santo. Ele casou-se com Lucrécia Leme Barbosa.

111. Lucrécia Leme Barbosa.

Fontes

1. AMATO, Marta, Três ramos Garcia: Uma só origem, pg.20.

2. Homepage, http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.phtml?cod=2080&cat=Ensaios, 21 mar 2005.

3. Arquivo Regional da Madeira, Santa Cruz, Casamentos 856,17v, 15 dez 2004.

4. LEME, Luiz Gonzaga da Silva, Genealogia Paulistana, Vol III, 32. http://www.geocities.com/lscamargo/gp/RapGo_1.htm.

Oitava Geração

188. Manuel Lourenço casou-se com Ágada Nunes.

189. Ágada Nunes.

190. Gaspar Jorge casou-se com Catarina Jorge.

191. Catarina Jorge.

208. Antônio Ruas Lomelino casou-se com Maria das Neves Velosa.

209. Maria das Neves Velosa.

210. Martim de Castro casou-se com Catarina de Góis.

211. Catarina de Góis.

212. Pedro Jorge de Arvelos casou-se com1 Isabel de Souza em 1603 em Santa Cruz, Madeira.

213. Isabel de Souza.

214. sargento-mor Jerônimo Dornelas de Abreu casou-se com2 Bernarda de Menezes em 17 junho 1633 em Machico, Madeira.

215. Bernarda de Menezes.

216. André Bernardes casou-se com Domingas Ribeiro em 1632 em São Paulo-SP.

217. Domingas Ribeiro.

222. Mateus Leme do Prado casou-se com Beatriz Barbosa do Rego.

223. Beatriz Barbosa do Rego nasceu c.1622.

Fontes

1. Arquivo Regional da Madeira, Santa Cruz, Casamentos 834A,21v, 15 dez 2004.

2. Arquivo Regional da Madeira, Machico, Casamentos 781,44v, 15 dez 2004.


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Genealogia 112: Os Gabriéis Teixeira do Topo

O que me levou a escrever este post foi o nome de um padrinho citado no texto anterior: Pedro Teixeira (ou Ferreira), filho de Gabriel Teixeira/Ferreira. Resolvi fazer uma varredura no meu banco de dados e descobri uma série de Gabriéis que podem estar relacionados:

1. Gabriel Teixeira da Silveira, alferes, +29.11.1692, casou-se no Topo 01.05.1658 com Bárbara Pereira (+1693), mas infelizmente sua filiação não é citada. Pode ter nascido por volta de 1620.
2. Gabriel Teixeira da Silveira, nascido por volta de 1580, falecido no Topo em 23.03(04?).1644, casado com Maria d'Abarca Silveira, de ancestrais Silveira Borges. Foram pais do capitão-mor Pedro Teixeira da Silveira, que deve ser o Pedro acima.
3. Gabriel Teixeira Evangelho, nascido por volta de 1590, faleceu no Topo 25.04.1634, casado com Madalena Borges (+30.04.1634, logo após o marido, possivelmente por alguma epidemia), pais de Maria Evangelho e Antônio Silveira Evangelho (=Antônio Silveira Teixeira, Antônio Teixeira Evangelho).
4. Gabriel Teixeira da Silveira, nascido por volta de 1616, falecido em 05.01.1665 filho de Antônio Borges e Bárbara da Silveira de Ávila, casado no Topo 28.01.1646 com Bárbara Gonçalves (+1683), pais de Amaro, Antônio Teixeira Borges (tanoeiro), Maria da Silveira, Catarina Silveira e Manuel Teixeira Gonçalves.

5. Gabriel Teixeira, filho de João Silveira Borges, foi padrinho de um dos netos do Gabriel Teixeira Evangelho em 1665.
Madalena Borges foi contemporânea de Antônio Borges, serão irmãos? Serão todos os Gabriéis aparentados? Poderia um tanoeiro ser parente de um capitão-mor? Ou teríamos uma família mais humilde talvez criados dos Teixeira da Silveira mais "importantes"?

Seria Bárbara da Silveira de Ávila irmã do Gabriel Teixeira da Silveira mais antigo? Seriam Gabriel Teixeira da Silveira e Gabriel Teixeira Evangelho primos?

Achei os óbitos dos quatro Gabriéis, portanto não há como dois deles serem uma única pessoa.

Antônio Borges e Bárbara da Silveira de Ávila foram pais de Gabriel e de Catarina André Silveira Borges. A Catarina teve filhos de sobrenome "Teixeira". Um dos filhos do Gabriel, precisamente meu ancestral Manuel Teixeira Gonçalves foi batizado em 1658 tendo como padrinhos Bárbara Silveira Gato (esposa de João Teixeira Brasil), e seu filho Francisco da Silveira [Vilalobos] . Um dos irmãos do Francisco era Amaro Teixeira da Silveira. Sinal de parentesco?

Existiu um João da Silveira Borges que casado com Catarina André foram pais de Guilherme da Silveira, que foi casar na ilha do Faial, Matriz de Horta, em 1664. Poderiam ser os pais do Antônio Borges também?

Genealogia 111: Conjecturando sobre Baltazar Gonçalves Simões e seu clã

O casal Baltazar Gonçalves Simões e Bárbara Marques viveu na Vila Nova do Topo no ínício dos anos 1600, e seus filhos devem ter nascido nas décadas de 1620 e 1630, infelizmente num período onde registros não foram preservados. Não podendo consultar fontes diretas que explicitem suas as ascendências (afinal de contas são meus antepassados), cabe a mim apenas forjar hipóteses.

Baltazar Gonçalves Simões e Bárbara Marques (esta presumidamente filha de Antônio Vaz Salgado e Maria Marques) foram pais de:
1. Sebastião Vicente Simões, casado no Topo 1652
2. João Vicente Simões, casado no Topo 1653
3. Gaspar Gonçalves Simões, casado no Topo 1662
4. Catarina Marques, casada no Topo 1655
5. Francisca de Ávila Gonçalves.

Analisando os sobrenomes, vemos que Gaspar repete o sobrenome paterno, enquanto Catarina herdou o sobrenome da mãe. Quanto aos outros possuem outras combinações que fornecem pistas: dois filhos "Vicente" e uma filha "de Ávila".

Para prosseguir em minha investigação, incluo outro casal na análise:
Antônio Simão e Isabel Dias, um pouco mais novos que o casal anterior, já que chegaram a ter filhos batizados após 1633, também possuíam um filho Baltazar Gonçalves Simões, vamos à lista:
1. Bartolomeu Simão
2. Gaspar Simão Quadrado
3. Belchior, batizado em 1641, gêmeo de Gaspar
4. Apolônia Dias
5.Baltazar Gonçalves Simões (= Baltazar Dias)
6. Ágada Simão
7. Tomé
8. Bárbara Gonçalves Quadrado (=Dias Quadrado)
9. Luzia da Silveira


batismo

nome

padrinhos

1

06.01.1641

Gaspar

Pedro Teixeira(?) (filho de Gabriel Teixeira/Ferreira) & Barbara Dias, mulher de Pedro da Cunha Lopes

2

06.01.1641

Belchior

Baltazar Silveira Borges (viúvo de Luzia da Cunha e então casado 2a.vez com Ana Silveira) & Ana Quadrado (filha de Pedro Quadrado)

3

31.01.1644

Baltazar

Manuel Ferreira Teixeira (esposo de Bárbara Gato) & Maria de Sousa (filha de Gaspar Simao Gato e Lucrécia Vaz)

4

13.01.1647

Tomé

Antonio Alvares (filho de Joao Gularte) & Isabel Gato de Sousa (filha de Manuel Ferreira Teixeira e Bárbara Gato)

5

30.11.1650

Luzia

Antonio de Matos da Silveira & Maria Gularte (filha de Diogo Luis Gularte)






















Um padrinho Gaspar Simão Gato (casado com Lucrécia Vaz, pais de Luzia de Sousa, Maria de Sousa e Antônio Simão Belo) deve ser parente de Antônio Simão, visto seu filho chamar-se Gaspar Simão Quadrado. Existiu um Simão Fernandes Quadrado no Topo, se na época antiga ainda usando patronímicos poderia ter filhos com sobrenome "Simão Quadrado".
Bárbara Dias casada com Pedro da Cunha Lopes poderia ser irmã de Isabel Dias.
Bárbara Gato talvez fosse irmã de Gaspar Simão Gato, embora eu tenha ela como filha de Pedro Dias Gato e Maria Rodrigues. Talvez descendam de Simão Gato, "o Velho", pai de uma Bárbara Dias. Talvez o Gaspar Simão Gato fosse pai da Isabel Dias, e o Antônio Simão não se ligue diretamente a estes "Simão Gato".

Outro casal: Antônio Simão e Felícia Maciel, pais de Maria Maciel, casada em 1639, Topo, e talvez Pedro Quadrado.

Um Pedro Quadrado mais antigo, casado com Maria Álvares, foi pai de um Francisco Gonçalves Quadrado, com descendência na Calheta e Ribeira Seca. Um outro, poderia ser o mesmo, casou-se com Maria da Cunha foi pai de Ana da Cunha Quadrado, Maria Álvares e Bárbara Marques. Ana da Cunha (=Ana Quadrado) foi madrinha do Belchior acima.

Assim como Baltazar Gonçalves Simões, o casal Antão Simão e Ana Dias teve um filho de nome Sebastião Vicente. Irmãos deste Sebastião foram Simão Gonçalves de Sousa, Pedro Dias de Sousa, Bárbara Gato, Luzia Dias e talvez Ágada Dias.

A Tabela abaixo mostra os sobrenomes recolhidos nos grupos familiares dos casais. Em azul-escuro estão marcados aqueles que simplesmente repetem sobrenomes paternos e maternos; em verde aqueles que mostram sobrenomes diferentes, que provavelmente remetem a ancestrais mais remotos, provavelmente avós.

sobrenomes

Baltazar G Simões

Bárbara Marques

Antônio Simão

Isabel Dias

Gaspar Simão Gato

Lucrécia Vaz

Antão Simão

Ana Dias

Simão

x

x

x

Dias

x

x

Vicente

x

x

Gonçalves

x

x

x

Quadrado

x

Marques

x

Ávila

x

Silveira

x

Gato

x

x

Sousa

x

x

Belo

x