Faça uma busca

Google
 

quinta-feira, 17 de abril de 2008

Genealogia 151: Girard, franceses em Portugal e no RS

Primeira Geração

1. Diniz Girard nasceu em Lyon (França). Diniz casou-se com Francisca Teresa de Jesus. Francisca nasceu em Covilhã, Castelo Branco (Portugal). Eles tiveram os seguintes filhos

+ 2 F i. Angélica Ludovina Girard.

+ 3 F ii. Dionísia Teresa de Jesus.

Segunda Geração

2. Angélica Ludovina Girard (Diniz) nasceu em Lisboa (Santa Catarina do Monte Sinai), Lisboa (Portugal). Angélica casou-se com Antônio Xavier de Carvalho Basto, filho de Francisco Xavier de Carvalho e Violante Angélica. Antônio nasceu em NSa da Conceição, Seixal, Setúbal (Portugal). Ele faleceu1 em 13 setembro 1827 em Rio Grande-RS.]

Eles tiveram os seguintes filhos

4 F i. Júlia Flora Xavier nasceu 2 cerca de 1804.

5 F ii. Cândida Isméria (Isbina) Xavier nasceu3,4 em 30 março 1806 em Lisboa (Santa Justa), Lisboa (Portugal) e foi batizada5 em 7 abril 1806 em Lisboa (Santa Justa), Lisboa (Portugal) .

Cândida casou-se com6 Thomas Henry Merry, filho de Thomas Henry Merry e Sarah Maria Taylor, em 31 maio 1832 em Pelotas-RS. Thomas nasceu7 em freguesia de Trinity, Nova Iorque (EUA). Nesta época apareceram em Pelotas três norte-americanos casando-se com brasileiras. A razão de sua emigração não é conhecida.

6 F iii. Carolina Frederica Xavier nasceu 8 cerca de 1805.

+ 7 M iv. Frederico Augusto de Carvalho Bastos nasceu cerca de 1807.

8 F v. Isidora C. Xavier nasceu 9 cerca de 1810.

9 M vi. Fernando Ernesto de Carvalho Bastos nasceu 10 cerca de 1812.

10 F vii. Amália Ludovica Xavier nasceu em 19 outubro 1815 em Pelotas-RS.

Amália casou-se com11 Archibald Nathan Smith, filho de William Smith e Sarah, em 26 maio 1833 em Pelotas-RS. Archibald nasceu em Saint Paul, Nova Iorque, Estados Unidos (Outro norte-americano).

11 F viii. Clara Virgínia (Violante) Xavier nasceu[12] em 4 dezembro 1818 em Pelotas-RS.

Clara casou-se com13 João Jacob Dubois, filho de Isaac Dubois e Catherine, em 6 julho 1833 em Pelotas-RS. João nasceu[14] em Saint Luke, Nova Iorque, EUA (O terceiro norte-americano).

12 M ix. Cipriano nasceu15 em 14 abril 1822 em Pelotas-RS.

3. Dionísia Teresa de Jesus (Diniz) nasceu em São Luís de França, Lisboa (Portugal).

Dionísia casou-se com16 Francisco José Pacheco, filho de José Lopes Pacheco e Rosa Maria de Jesus, em 13 novembro 1819 em Pelotas-RS. Francisco foi batizado em 25 setembro 1774 em Santo Antonio-RS.

Francisco e Dionísia tiveram os seguintes filhos:

13 M i. Antônio nasceu em 22 agôsto 1820 em Pelotas-RS.

14 F ii. Eulália foi batizada17 em 12 fevereiro 1823 em Pelotas-RS .


Terceira Geração

7. Frederico Augusto de Carvalho Bastos (Angélica Ludovina Girard, Diniz) nasceu18,19 cerca de 1807 em Lisboa (Santa Justa), Lisboa (Portugal).

Frederico casou-se com Joaquina Maria Pacheco, filha de Francisco José Pacheco e Maria Inácia de Jesus. Joaquina nasceu20 em Rio Grande-RS.

Eles tiveram os seguintes filhos

15 F i. Tomásia Augusta de Carvalho.

Tomásia casou-se com21 Manuel Joaquim Cardoso Osório, filho de Belchior Cardoso Osório e Teresa Angélica Rodrigues Martins, em 10 dezembro 1850 em São Lourenço do Sul-RS (Boqueirão). Manuel nasceu em 10 fevereiro 1813 em Pelotas-RS e foi batizado22 em 23 fevereiro 1813 em Pelotas-RS. Ele faleceu23 em 11 novembro 1878 em São Lourenço do Sul-RS (Boqueirão).

16 F ii. Carolina Frederica de Carvalho.

Carolina casou-se com Belchior Batista Barbosa, filho de João Batista Rodrigues Barbosa e Constância José Osório.


Apêndice A - Fontes

1. Inventários e Testamentos, Arquivo Público do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 9 jul 2006. Inventário de Antonio Xavier de Carvalho Bastos - 1ð. Cartorio de Orphaos e Provedoria de Rio Grande - Invte: Angelica Ludovina de Carvalho Bastos (1828) maço 289 feito 12 estante 12. Pesquisado por Diego Pufal.

2. Inventários e Testamentos, 9 jul 2006. Inventário de Antonio Xavier de Carvalho Bastos - 1ð. Cartorio de Orphaos e Provedoria de Rio Grande - Invte: Angelica Ludovina de Carvalho Bastos (1828) maço 289 feito 12 estante 12. Pesquisado por Diego Pufal.

3. Arquivo da Cúria de Pelotas, São Francisco de Paula C1,116, 1 set 2005. Pesquisado por Elisabeth Conill.

4. Inventários e Testamentos, 9 jul 2006. Inventário de Antonio Xavier de Carvalho Bastos - 1ð. Cartorio de Orphaos e Provedoria de Rio Grande - Invte: Angelica Ludovina de Carvalho Bastos (1828) maço 289 feito 12 estante 12. Pesquisado por Diego Pufal.

5. Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Lisboa, Portugal, 15 jan 2007. Foram padrinhos o Dr. Francisco Luís da Silva e Nossa Senhora, sendo seus pais moradores na rua do Príncipe.

6. Arquivo da Cúria de Pelotas, São Francisco de Paula C1,116, 1 set 2005. Pesquisado por Elisabeth Conill.

7. Arquivo da Cúria de Pelotas, São Francisco de Paula C1,116, 1 set 2005. Pesquisado por Elisabeth Conill.

8. Inventários e Testamentos, 9 jul 2006. Inventário de Antonio Xavier de Carvalho Bastos - 1ð. Cartorio de Orphaos e Provedoria de Rio Grande - Invte: Angelica Ludovina de Carvalho Bastos (1828) maço 289 feito 12 estante 12. Pesquisado por Diego Pufal.

9. Inventários e Testamentos, 9 jul 2006. Inventário de Antonio Xavier de Carvalho Bastos - 1ð. Cartorio de Orphaos e Provedoria de Rio Grande - Invte: Angelica Ludovina de Carvalho Bastos (1828) maço 289 feito 12 estante 12. Pesquisado por Diego Pufal.

10. Inventários e Testamentos, 9 jul 2006. Inventário de Antonio Xavier de Carvalho Bastos - 1ð. Cartorio de Orphaos e Provedoria de Rio Grande - Invte: Angelica Ludovina de Carvalho Bastos (1828) maço 289 feito 12 estante 12. Pesquisado por Diego Pufal.

11. Arquivo da Cúria de Pelotas, São Francisco de Paula C1,133, 2 out 2006. Pesquisado por Leandro Betemps.

12. JACCOTTET, Alda Maria de Moraes & BETEMPS, Leandro Ramos (org.), Povoadores de Pelotas: freguesia de São Francisco de Paula (1812-1825), UFPel, 2006.

13. Arquivo da Cúria de Pelotas, São Francisco de Paula C1,134, 4 out 2005. Pesquisado por Elisabeth Conill.

14. Arquivo da Cúria de Pelotas, São Francisco de Paula C1,134, 4 out 2005. Pesquisado por Elisabeth Conill.

15. JACCOTTET, Alda Maria de Moraes & BETEMPS, Leandro Ramos (org.), Povoadores de Pelotas: freguesia de São Francisco de Paula (1812-1825).

16. JACCOTTET, Alda Maria de Moraes & BETEMPS, Leandro Ramos (org.), Povoadores de Pelotas: freguesia de São Francisco de Paula (1812-1825).

17. JACCOTTET, Alda Maria de Moraes & BETEMPS, Leandro Ramos (org.), Povoadores de Pelotas: freguesia de São Francisco de Paula (1812-1825).

18. Arquivo Pessoal de Leandro Ramos Betemps, RS-Gen#19372, 12 ago 2005.

19. Inventários e Testamentos, 9 jul 2006. Inventário de Antonio Xavier de Carvalho Bastos - 1ð. Cartorio de Orphaos e Provedoria de Rio Grande - Invte: Angelica Ludovina de Carvalho Bastos (1828) maço 289 feito 12 estante 12. Pesquisado por Diego Pufal.

20. Arquivo Pessoal de Leandro Ramos Betemps, RS-Gen#19372, 12 ago 2005.

21. Arquivo Pessoal de Jordan Marcel Lima, RS-Gen #18884, 1 ago 2005.

22. Arquivo Pessoal de Jordan Marcel Lima, RS-Gen #18884, 1 ago 2005.

23. Arquivo Pessoal de Jordan Marcel Lima, RS-Gen #18884, 1 ago 2005.

Mitologia 10: Orcômeno


A Dinastia de Orcômeno

Orkhomenos (Latim Orchomenus, Português Orcômeno) era uma cidade na Beócia, possuindo homônimas na Arcádia, Eubéia e Tessália.

A região ao redor de Orkhomenos era chamada de Andreis, referindo-se ao seu primeiro rei mítico Andreus, filho do deus-rio tessálio Pêneios, que se casou com Euippe, filha de Leukon e neta do casal Athamas e Themistô. Athamas, um eólida, teria migrado da Tessália para a Beócia, onde teve seus filhos Leukon, Ptoos, Skhoineus e Erythrios, e deu nome à região de Athamania. Themistô era filha de Hypseus, outro filho do rio Pêneios.

Andreus passou a coroa ao seu filho Eteoklês, instituidor do culto às deusas Kharites. Morrendo sem filhos, Eteoklês cedeu terras a Halmos (Almos), filho de Sisyphos, onde este último fundou a cidade de Halmones. Halmos teve duas filhas: Khrysê, que amada por Ares teve a Phlegyas; e Khrysogeneia, que amada por Poseidon teve a Khrysês. Phlegyas, um guerreiro brutal e violento, sucedeu a Eteoklês, e deu nome à região de Phlegyantis.

Phlegyas teria sido o pai de Korônis, que amada por Apollon foi mãe de Asklêpios. Foi sucedido pelo sobrinho Khrysês, que por sua vez passou a coroa ao filho Minyas, cujo reinado foi marcado por uma riqueza assombrosa. Minyas era o epônimo dos mínios (Minyeioi). Minyas desposou Euryphassa, filha de Hyperphas, e teve muitos filhos, dentre os quais Orkhomenos, morto sem descendência, cedeu o trono a Klymenos, filho de Presbon, um descendente de Athamas.

Minyas foi pai também Araithyraia, raptada por Dionysos, e mãe de Phlias, epônimo da cidade de Fliunte (Phlious), e das irmãs Miníades, Arrhippe, Leukippe e Alkathoe, que foram enlouquecida por este mesmo deus e transformadas em morcegos.

Estudiosos de Mitologia Comparativa, como Georges Dumézil e Jaan Puhvel, identificaram elementos indo-europeus na sucessão de reis lendários: Andreus, um “primeiro homem” (de aner, “herói”), sucedido por Eteoklês, o legislador, Phlegyas, um guerreiro violento cujo nome tem conotações incendiárias (cf. phleg- “queimar”), e Minyas, criador do primeiro tesouro. Representariam assim, as três funções dumezilianas: soberania, guerra e fertilidade.

Nesta genealogia mesclam-se três “dinastias” lendárias: os Atamântidas e Sisífidas, ambos considerados filhos de Aiolos, e os Penêidas, descendentes do rio tessaliano Peneu (Pêneios). Depois da morte de Orkhomenos, o trono passa a descendentes de Athamas e sua primeira esposa Nephelê. É possível que representem diferentes estratos de povoadores da região. O povo mais recente seria o dos ditos Atamânidas, representados pelos reis lendários Presbon (filho de Phrixos), Klymenos e Erginos. Em sua chegadas estes povos assimilaram tradições mais antigas, referentes aos ditos Sisífidas e Mínios. Há genealogias divergentes para Minyas, segundo outra versão ele seria filho, e não pai de Orkhomenos. Talvez os Mínios fossem correspondessem a aquele estrato menos antigo, ou talvez fossem um grupo intermediário entre os Sisífidas (relacionados a Corinto) e os Atamânidas (relacionados à Tessália e a Tebas). O substrato mais antigo seria o dos Penêidas, remontando a uma ancestralidade mítica no Rio Peneu.

Muitos dos personagens desta genealogia são epônimos de cidades e lugares: Athamas, da Athamania; Halmos, de Halmones; Andreus, de Andreis; Orkhomenos; Phlegyas, de Phlegyantis; e Philas, epônimo de Fliunte.

Na geração dos mínios há um grande número de personagens com o prefixo Khrys-: Khrysês, Khrysê e Khrysogeneia. Em grego, khrysos significa “ouro”, mas serão estes nomes gregos ou pré-gregos? Haverá relação entre Minyas e Minôs, o rei de Cretas? Outra versão, exposta em Pausânias, diz que Athamas sucedeu a Andreus, e que adotou os filhos de Thersandros, Haliartos e Korônos, que se tornaram epônimos das cidades Haliartos e Korôneia.

Eteokles também era considerado como filho do Rio Céfios (Kêphisos), conforme escreveu Pausânias (9.34.10): “Quando este Eteoklês tornou-se rei, ele deixou que o país ainda fosse chamado Andreis (de Andreus), mas estabeleceu duas tribos, uma chamada Kêphisias, e outra em sua própria homenagem. Quando Almos, filho de Sisyphos, veio a ele, concedeu-o terras onde surgiu o povoado de Almones (de Almos), que mais tarde tornou-se Olmones”.

A mitologia dos descendentes do Rio Peneu inclui Lápitas e Centauros, e está fortemente associada à Tessália, e não à Beócia. A relação de Eteoklês com o rio beócio Kêphisos parece mais razoável. É difícil nesta miscelânea de lendas entrelaçadas e versões contraditórias filtrarmos os diversos componentes originais. Parece-me que os clãs Sisífidas e Atamântidas vieram a se tornar posteriormente mesclados de forma artificial, e talvez representem mesmo diferentes tradições independentes.

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Genealogia 150: Ancestrais de Francisco Pacheco de Bettencourt

Primeira Geração

1. Francisco Pacheco de Bettencourt.

Francisco casou-se com Bárbara do Nascimento, filha de José Vieira Brasil e Ana Maria do Rosário, em 25 fevereiro 1744 em Velas, ilha de S.Jorge. Bárbara nasceu c.1724.

Segunda Geração

2. Manuel Machado Pacheco nasceu cerca de 1677. Ele casou-se com Maria Evangelho Vieira (=Maria de Bettencourt) em 11 fevereiro 1714 em Velas, ilha de S.Jorge.

3. Maria Evangelho Vieira (=Maria de Bettencourt) nasceu c.1694.

Terceira Geração

4. Manuel Dias de Almeida "o Biborria" nasceu cerca de 1647. Ele faleceu em 2 junho 1718 em Velas, ilha de S.Jorge. Manuel casou-se com Maria Pacheco Maciel.

5. Maria Pacheco Maciel nasceu cerca de 1657.

6. Francisco de Bettencourt e ÁVILA nasceu c.1664. Ele faleceu antes 16 janeiro 1716. Francisco casou-se com Maria Vieira MACHADO.

7. Maria Vieira MACHADO faleceu depois 16 janeiro 1716.

Quarta Geração

8. João Rodrigues.

10. André Dias Boto nasceu cerca de 1627. Ele casou-se com (?) Joana Maciel.

11. Joana Maciel nasceu cerca de 1637.

12. Bartolomeu de Ávila e BETTENCOURT casou-se com Maria de Oliveira de QUADROS em 9 outubro 1650 em Velas, ilha de S.Jorge.

13. Maria de Oliveira de QUADROS nasceu c.1630.

14. João Teixeira de SOUZA "o Nuvem Negra" casou-se com Maria Vieira MACHADO "Machadinha".

15. Maria Vieira MACHADO "Machadinha" "Machadinha".

Quinta Geração

22. (suposição) João Fernandes Beirão casou-se com Joana Vaz Maciel.

23. (suposição) Joana Vaz Maciel nasceu c.1593.

24. Francisco Evangelho VIEIRA casou-se com Maria de Ávila BETTENCOURT.

25. Maria de Ávila BETTENCOURT.

26. Domingos Quadrado de QUADROS casou-se com Isabel Soares de OLIVEIRA.

27. Isabel Soares de OLIVEIRA.

28. João Dias TEIXEIRA casou-se com Inês Lourenço FAGUNDES.

29. Inês Lourenço FAGUNDES.

30. Nuno MACHADO casou-se com Maria de Vilalobos de QUADROS.

31. Maria de Vilalobos de QUADROS.

Sexta Geração

46. Gonçalo Afonso casou-se com Margarida Vaz Maciel.

47. Margarida Vaz Maciel nasceu c.1573.

56. capitão Baltazar Dias TEIXEIRA casou-se com Mécia ÁLVARES.

57. Mécia ÁLVARES.

Sétima Geração

112. João Dias HOMEM casou-se com Susana Gonçalves TEIXEIRA.

113. Susana Gonçalves TEIXEIRA.

Genealogia 149: Os filhos de Mãe Gorda

1. Joaquim Apolinar Pereira de Brito nasceu em 22 julho 1816 em Caicó-RN. Ele faleceu em 7 outubro 1880 em Caicó-RN.

Joaquim casou-se com Maria Isabel Fernandes "Mãe Gorda", filha de Cosme Damião Fernandes e Isabel Maria de Araújo. Mãe Gorda nasceu em Caicó-RN. Ela faleceu em 12 janeiro 1902 em Caicó-RN.

Eles tiveram os seguintes filhos

2 M i. Manuel nasceu em 3 dezembro 1842 em Caicó-RN e foi batizado1 em 1 janeiro 1843 em Caicó-RN (Fazenda Limoeiro).

3 F ii. Paulina Engrácia Fernandes nasceu em 16 abril 1844 em Caicó-RN e foi batizada em 8 maio 1844 em Caicó-RN (Fazenda Limoeiro) . Ela faleceu em 11 janeiro 1893 em Caicó-RN.

Paulina casou-se com José Bernardo de Medeiros, filho de João Felipe de Medeiros e Joana Porfíria de Medeiros, em 1858 em Caicó-RN. José nasceu em 20 agôsto 1837 em Caicó-RN e foi batizado em 24 outubro 1837 em Caicó-RN (Sítio Mulungu). Ele faleceu em 15 janeiro 1907 em Caicó-RN.

4 F iii. Christiana Cathólica Fernandes nasceu em 15 dezembro 1845 em Caicó-RN e foi batizada2 em 1 janeiro 1846 em Caicó-RN .

Christiana casou-se com Manuel José Fernandes "Neco", filho de Cosme Damião Fernandes e Isabel Maria de Araújo. Neco nasceu em 11 dezembro 1834 em Caicó-RN e foi batizado3 em 16 dezembro 1834 em Caicó-RN (Santana).

5 F iv. Virgínia Isabel Fernandes de Brito nasceu em 16 setembro 1848 em Caicó-RN e foi batizada4 em 17 setembro 1848 em Caicó-RN (Fazenda Limoeiro) .

Virgínia casou-se com Francisco Fernandes do Rego "Chico Bem".

6 F v. Eudóxia Christina Fernandes nasceu em 2 novembro 1850 em Caicó-RN e foi batizada5 em 12 novembro 1850 em Caicó-RN (Santana) . Ela faleceu em 2 dezembro 1920 em Caicó-RN.

Eudóxia casou-se com Antônio Justino Dantas, filho de Sebastião Francisco Dantas e Josefa Apolinária do Monte. Antônio nasceu em Jardim do Seridó-RN.

7 F vi. Maria Mafalda das Mercês "Marica" nasceu6 em 2 maio 1852 em Caicó-RN e foi batizada em 25 maio 1852 em Caicó-RN . Ela faleceu em 10 janeiro 1919 em Caicó-RN.

Marica casou-se com Gorgônio Pais de Bulhões Filho, filho de Gorgônio Pais de Bulhões e Mariana Umbelina da Nóbrega, em 28 setembro 1868 em Caicó-RN. Gorgônio nasceu em 2 fevereiro 1845 em Caicó-RN. Ele faleceu em 19 janeiro 1902 em Caicó-RN.

8 F vii. Joana Olindina Fernandes de Brito.

Joana casou-se com Manuel Gomes de Souza Bastos.

9 F viii. Christina Laurinda Fernandes.

Christina casou-se com Manuel Lucas de Brito, filho de Lucas Antônio de Brito e Maria Franklina Pereira. Manuel nasceu em 11 novembro 1855 em Caicó-RN e foi batizado7 em 13 dezembro 1855 em Caicó-RN (Fazenda Mulungu).

10 F ix. Patrícia nasceu em 25 agôsto 1856 em Caicó-RN e foi batizada8 em 31 agôsto 1856 em Caicó-RN .

11 F x. Collecta Aurinéia da Eucaristia nasceu em 7 março 1858 em Caicó-RN e foi batizada em 10 março 1858 em Caicó-RN . Ela faleceu em 1891.

Collecta casou-se com9 Olegário Gonçalves de Medeiros Vale, filho de Manuel Gonçalves Vale e Guilhermina Brasileira Ricardina de Medeiros, em 1 setembro 1880 em Caicó-RN. Olegário nasceu em 6 março 1858 em Caicó-RN e foi batizado10 em 19 março 1858 em Caicó-RN.

12 M xi. Joaquim Apolinar Pereira de Brito Filho nasceu c.1864 em Caicó-RN. Ele faleceu em 6 agôsto 1915 em Caicó-RN.

Joaquim casou-se com (1) Teodora Basílica de Brito, filha de Lucas Antônio de Brito e Maria Franklina Pereira, em 29 setembro 1886 em Serra Negra-RN.

Joaquim também casou-se com1 (2) Joana Cândida Rosina Fernandes, filha de Ananias Fernandes Pimenta e Maria Senhorinha de Araújo, em 17 julho 1895 em Caicó-RN.

13 F xii. Francisca Xavier Fernandes de Brito.


Apêndice A - Fontes

1. microfilmes LDS, Sant'Ana do Seridó, atual Caicó/RN - Batismos, 14 abr 2004. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

2. microfilmes LDS, Sant'Ana do Seridó, atual Caicó/RN - Batismos, 10 abr 2004. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

3. microfilmes LDS, Sant'Ana do Seridó, atual Caicó/RN - Batismos, 24 abr 2004. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

4. microfilmes LDS, Sant'Ana do Seridó, atual Caicó/RN - Batismos, 10 abr 2004. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

5. microfilmes LDS, Sant'Ana do Seridó, atual Caicó/RN - Batismos, 24 abr 2004. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

6. COSTA, Sinval, Os Álvares do Seridó e suas ramificações, Comunigraf Editora, Recife.

7. microfilmes LDS, Sant'Ana do Seridó, atual Caicó/RN - Batismos, 24 abr 2004. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

8. microfilmes LDS, Sant'Ana do Seridó, atual Caicó/RN - Batismos, 14 abr 2004. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.

9. Arquivo pessoal de Albérico Andrade.

10. microfilmes LDS, Sant'Ana do Seridó, atual Caicó/RN - Batismos, 17 abr 2004. Pesquisado por João Simões Lopes Filho.