Faça uma busca

Google
 

terça-feira, 12 de maio de 2009

Evolução 54: Riolestes, o novo marsupial de Itaboraí

A sítio paleontológico de São José, no município de Itaboraí, no Estado do Rio de Janeiro, é famoso por sua fauna de mamíferos primitivos, com mais de 50 milhões de anos de idade. Dezenas de espécies já foram descobertas desde o século passado, e inclui diversos grupos característicos da América do Sul, como marsupiais, xenartros e diversos mamíferos ungulados. O mais novo fóssil descrito foi batizado de Riolestes capricornicus, que faz parte da Ordem dos Paucituberculados (Paucituberculata), que compreende seis espécies vivas de marsupiais, todas habitando a Cordilheira dos Andres. São animais muito pequenos, semelhantes a camundongos ou musaranhos. Um estudo sobre o novo marsupial foi publicado na edição de abril do periódico britâncio Zoological Journal of the Linnean Society.
A descoberta do Riolestes forneceu novos dados que permitiram esclarecer as complexas relações de parentesco entre os diversos subgrupos de Paucituberculados e suas relações com outras ordens afins de marsupais sul-americanos.

Fonte:
Earliest South American paucituberculatans and their significance in the understanding of 'pseudodiprotodont' marsupial radiations. Zoological Journal of the Linnean Society, Volume 155 Issue 4 Date: April 2009 Pages: 867-884. FRANCISCO J. GOIN, ADRIANA M. CANDELA, M. ALEJANDRA ABELLO, EDISON V. OLIVEIRA

Nenhum comentário: