Faça uma busca

Google
 

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Genealogia 477: Açorianos em Minas Gerais

Mineiros das Nove Ribeiras

Na obra " Genealogia da Zona do Carmo" (Ponte Nova, Est. Gráfico "Gutemberg" Imãos Penna, 1943), do notório genealogista mineiro, o Cônego Raimundo Otávio da Trindade (1883- 1962), descobri uma série de famílias de origem açoriana, notadamente diversas provenientes da freguesia de Santa Bárbara das Nove Ribeiras, da ilha Terceira.

Meus ancestrais nesta freguesia açoriana emigraram para o Brasil e estabeleceram-se no Rio Grande do Sul, mas sem dúvida houve um grande fluxo migratório para a região de Minas Gerais. O impacto da colonização açoriana ainda é muito pouco pesquisada, e mereceria um aprofundamente maior que aquele que tentarei nesta postagem.

Dentre os genearcas listados pelo Cônego Trindade, selecionei o seguintes casais:

1- Antônio Gonçalves Mole e Francisca do Rosário (nº 73 - Mol - pg. 48 )

2- Vicente Romeiro e Ana da Costa (nº 106 - Romeiros - pg. 152 )

3 - Gaspar Gonçalves Tristão, casado duas vezes, com Bárbara Gonçalves e Joana de São Pedro (nº 127 - Tristão - pg. 361)

1 - ANTÔNIO GONÇALVES MOLE E FRANCISCA DO ROSÁRIO

ANTÔNIO GONÇALVES MOLE (este sobrenome, tipicamente terceirense, possui diversas grafias divergentes: Mole, Molle, Moles, Moules, Moule, Mol, acredito em uma origem não-portuguesa) era natural da freguesia de S. Bartolomeu dos Regatos, uma pequena freguesia vizinha à das Nove Ribeiras, filho de Antônio Gonçalves Moules e Maria do Rosário. Casou-se a primeira vez, na Igreja de Santa Bárbara, em abril de 1709, com Maria da Encarnação, aí nascida, filha de João de Souza Cota e Isabel Coelho.
Enviuvando, Antônio casou-se de novo no mesmo local, em 19 de dezembro de 1712 com FRANCISCA DO ROSÁRIO, natural da freguesia de S. Miguel Arcanjo das Lajes, na mesma ilha, onde se batizou a 5 de abril de 1687, filha de Luís Machado de Mendonça e Joana de São Pedro. Foram pais de:

  • Manuel Gonçalves Mole, casado em Minas com Maria Xavier de Nazaré.

2 - VICENTE ROMEIRO E ANA DA COSTA

VICENTE ROMEIRO VELHO nasceu em Nove Ribeiras, filho de Sebastião de Fontes Velho e Catarina Furtado Leite, casando-se aí, no final do século XVI com ANA DA COSTA. Tiveram inúmeros filhos, todos nascidos na dita freguesia, dos quais o Cônego Trindade destacou três, com descendência mineira:

  • Tomé da Costa. Batizado em 7/12/1600, casou-se na Igreja de N.Sª. da Conceição, da cidade de Angra do Heroísmo (capital da Ilha Terceira), com Catarina Vaz Velho, aí nascida, filha de Roque Gonçalves e Leonor Dias. Foram pais de Vicente Romeiro Velho (neto), casado a 1ª vez na Sé de São Salvador da mesma cidade de Angra em 26/4/1638 com Ana Dias, viúva de Pedro de Campos. Enviuvando, retornou para a freguesia de seu pai, onde casou a 28/1/1646 com sua enteada Joana Dias, filha de Pedro de Campos e Ana Dias. Foram pais de muitos filhos, todos batizados em Santa Bárbara:
    • Manuel, batizado em17/12/1646;
    • João Romeiro da Costa, batizado em 13/10/1649;
    • Antônio (1º de nome), batizado em 7/4/1652;
    • Ana das Candeias, batizada em 2/2/1656;
    • Margarida Vaz, batizada em 3/11/1658;
    • Amaro Romeiro da Costa Velho (citado na Genealogia da Zona do Carmo), casou-se nas Nove Ribeiras em 18/10/1694 com Ágada da Conceição, aí batizada 13/7/1672, filha de Manuel Vaz da Costa e Maria de Santiago;
    • Mateus Romeiro da Costa;
    • Maria Madalena;
    • Brás Fernandes da Costa (citado na Genealogia da Zona do Carmo), casado com Catarina Machado;
    • Antônio (2º de nome), batizado em 3/5/1667;
    • Beatriz da Costa Velho, batizada em 1º/9/1669 (citada na Genealogia da Zona do Carmo como Brites da Costa - há muitas grafias para o nome Beatriz nos registros da época: Beatriz, Beatris, Breatiz, Breitis, Brites), casou-se em 1688, nas Nove Ribeiras, com Simão Pires Ferreira, da freguesia de S. Roque dos Altares, da mesma ilha Terceira;
  • Maria da Costa, casou-se com Antônio Gonçalves Mole (Moules), filho de Antônio Gonçalves Moules e Leonor Martins. Pais de:
    • José da Costa Mole, alferes, batizada em 6/10/1650, casou-se a 1ª vez com Maria Coelho. Casou-se a 2.ª vez nas Nove Ribeiras, em 25/11/1706 [vide abaixo, nota 1] com Catarina Evangelho, natural de S. Pedro da Ribeirinha, na mesma ilha, viúva de Sebastião da Rocha.
    • Manuel Gonçalves Mole, casado na igreja de Santa Bárbara em 20/5/1658 com Catarina Machado de Toledo, filha de Sebastião Vieira e Catarina Gonçalves.
    • Antônio Gonçalves Mole, casado com Maria do Rosário. Pais de Antônio Gonçalves Mole, vide acima, 1.
    • Leonor Martins, casada nas Nove Ribeiras 15/5/1664 com o alferes Álvaro Pires da Silveira, natural da ilha do Pico, filho de Pedro da Silveira e Isabel Ramalho. Pais de:
      • Pedro da Costa Mole, casado em fevereiro de 1706, nas Nove Ribeiras, com sua parenta em 4º grau Maria de Jesus, filha de Manuel Gonçalves Castanho e Bárbara Gonçalves. Maria de Jesus estabeleceu-se em Furquim, viúva com cinco filhos.
  • Bárbara da Costa, batizada nas Nove Ribeiras em 21/5/1614, casou-se com Gonçalo Enes Moules, filho de Antônio Gonçalves Moules e Leonor Martins. Pais de vários filhos, dentre os quais:
    • Gonçalo Enes da Costa (referido como Gonçalo Nunes, pelo Cônego Trindade), casou-se na igreja de Santa Bárbara em 3/2/1700 com Ágada Pacheco, filha de Manuel Pacheco e Maria da Costa. Com geração em Minas Gerais.

3 - GASPAR GONÇALVES TRISTÃO

GASPAR GONÇALVES TRISTÃO (Gaspar Machado Tristão, Gaspar Gonçalves Machado) era filho do alferes Gaspar Gonçalves Tristão e Bárbara Dias. Casou-se a primeira vez nas Nove Ribeiras, em 25/1/1673, com sua parenta BÁRBARA GONÇALVES DA COSTA, aí nascida, filha de Bartolomeu Gonçalves Castanho e Bárbara da Costa. Enviuvando de Bárbara, casou-se a 2ª vez com a irmã daquela, JOANA DE SÃO PEDRO. Do 1º casamento nasceram:

  • Manuel Gonçalves Tristão (citado na Genealogia da Zona do Carmo), batizado nas Nove Ribeiras em 15/11/1673, casou-se ali em 1º/8/1712 com sua parenta Bárbara da Conceição, ali nascida, filha de Belchior Gonçalves Cota e Maria Gonçalves. Foram pais de:
    • Maria da Conceição e Souza, casada nas Nove Ribeiras em 8/6/1744 com o capitão Antônio Ferreira Velho, filho de João Ferreira Velho e Maria da Conceição. Com geração em Furquim/MG.
  • Inês de Jesus (citada na Genealogia da Zona do Carmo, como Inês Gonçalves), casou-se a 1ª vez nas Nove Ribeiras, em 22/11/1699, com Bento da Costa, filho de João Luís e Maria Gato. Enviuvando, casou-se a 2ª vez no mesmo lugar em dezembro de 1706 com seu parente em 4º grau Mateus Coelho Moules, filho do alferes José da Costa Moules e Maria Coelho. Com geração em Furquim/MG.
  • Pedro Lourenço Machado
  • Maria Machado


GASPAR e sua segunda esposa JOANA tiveram a:

  • Francisca, batizada nas Nove Ribeiras em 18/5/1692

NOTAS:

1 - CASAMENTO DE JOSÉ DA COSTA MOLE e CATARINA EVANGELHO

Em os vinte e sinco dias do mes de 8.bro de mil e sete Centos e seis nesta Parochial Ig.ra de santa Barbora das nove Ribr.as donde o Contrahentehe n.al e freguez e a contrahente n.al e fregueza da Ig.ra do Appostolo São P.º do Luguar da Ribeirinha feitas as denunciaçons na forma do Sagrado Concil. Trident.º Sem se descubrir impedimento algum por mandado do R.do Provizor o Dt.or Lazaro de Souza Pr.ª em prezensa de mim Fran.co Alvares pelas horas outo da manha e do p.e Beneficiado desta dita Igr.ª Matheus Gracia, e do Capp.am Luis Lopes n.al da Ribeirinha e de m.tas test.as se Cazaram Solemenem.te por palavras de prez.te in facie Ecclae por marido e m.er Jozeph da Costa [viu]vo de Maria Coelha com C.na Evan[gelha?] viuva de Seb.am da Rocha fregue[za que] foi do App.lo São P.º da Ribr.ª e p.ª Constar fis este termo que asignei Contes.tas prezentes as[...] dia mes e era ut supra. = O Cur.ª Fran.co Alvarez