Faça uma busca

Google
 

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Evolução 162: Os quatro texugos

Um estudo genético prestes a ser publicado na revista Zoologica Scripta estudou diversas populações de texugos (Meles meles) , uma espécie de ampla distribuição geográfia na Europa e na Ásia paleártica, e aponta que elas na verdade constituem quatro diferentes espécies: Meles meles Linnaeus, 1758, na Europa, Meles leucurus Hogdson, 1847, no norte da Ásia continental, Meles anakuma Temminck, 1844, no Japão, e Meles canescens Blanford, 1875, no sudoeste asiático. O estudo filogenético mostra uma clara distinção entre as quatro populações de texugos. A análise aponta a subsespécie cretense do texugo (Meles meles arcalus), como pertencente à espécie do sudoeste da Ásia, devendo ser considerada como Meles canescens arcalus.


Fonte:
Del Cerro, I., Marmi, J., Ferrando, A., Chashchin, P., Taberlet, P. & Bosch, M. (2010).
Nuclear and mitochondrial phylogenies provide evidence for four species of Eurasian badgers
(Carnivora). — Zoologica Scripta, **, ***–***.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Evolução 161: Panthera onca georgica, uma onça no Cáucaso

Uma nova subespécie fóssil de onça foi descoberta... no Cáucaso, na república ex-soviética da Geórgia. A revisão dos fósseis de grandes felinos do Plistoceno mostra uma sucessão de subespécies da onça no Velho Mundo: Panthera onca toscana, no sul da Europa, Panthera onca georgica, no sítio plistocênico de Dmanisi, e Panthera onca gombaszoegensis, na Eurásia. A partir deste centro de distribuição asiática, uma linhagem emigrou para a América do Norte, dando origem à onça-norte-americana, Panthera onca augusta, e às subespécies atuais da América do Sul.

Panthera onca georgica ssp. nov. from the Early Pleistocene of Dmanisi (Republic of Georgia) and the phylogeography of jaguars (Mammalia, Carnivora, Felidae) Authors: Hemmer, Helmut; Kahlke,
Ralf-Dietrich; Vekua, Abesalom K. Source: Neues Jahrbuch für Geologie und Paläontologie - Abhandlungen, Volume 257, Number 1, July 2010 , pp. 115-127(13)

Evolução 160: Perissodátilos primitivos

Os perissodátilos (Perissodactyla) são a ordem que compreende atualmente os cavalos, antas e rinocerontes, mas que no passado foi muito mais numerosa e variada. Seus representantes mais antigos surgem no Hemisfério Norte durante o início do Período Eoceno.

Danjiangia pingi - Formação Yuhuangding, China, Eoceno Inferior (Bumbaniano)
"Propalaeotherium" sinense -
"Propachynolophus" hengyangensis - Formação Lingcha Superior, China, Eoceno Inferior (Bumbaniano)
Orientolophus hengdongensis (Isectolophidae) - Formação Lingcha Superior, China, Eoceno Inferior (Bumbaniano)
Orientolophus namadicus -(Isectolophidae) - Bumban/Formação Naran Bulak, China, Eoceno Inferior (Bumbaniano)
Litolophus gobiensis -
Paleomoropus jepseni -
Homogalax wutuensis - Formação Wutu, China, Eoceno Inferior (Bumbaniano)
Ampholophus luensis - Formação Wutu, China, Eoceno Inferior (Bumbaniano)
Cardiolophus radinskyi -
Bepitherium jordifusalbae - Avenay, França, Eoceno Inferior (MP8+9); Grauves, França (MP 10), Bacia do Ebro, Espanha.
Protomoropus gabuniai- Bumban/Formação Naran Bulak, China, Eoceno Inferior (Bumbaniano)
Pappomoropus -
Heptodon niushanensis - Niushan/Formação Wutu, China, Eoceno Inferior (Bumbaniano).
Heptodon tianshanensis - Formação Shisanjianfang
Pachynolophus hookeri - Formação Silveirinha, Portugal, Eoceno Inferior (MP7)
Lophiaspis maurettei - França, Portugal?, Eoceno Inferior (MP7)
Lophiodon corsaensis - (MP8+MP9)
Hyrachyus modestus - (MP10), sul dos Pireneus.