Faça uma busca

Google
 

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Evolução 184: Edworthia e Phoxomylus

Novas “velhas” espécies de primatas têm sido descobertas no Canadá, datando do período Paleoceno, com valiosas informações sobre a evolução os membros mais primitivos da ordem, os chamados Plesiadapiformes. Os Plesiadapiformes (chamados também de Proprimatas) eram pequenos animais arborícolas vagamente semelhantes a esquilos, que habitaram as florestas do Hemisfério Norte entre 65 e uns 50 milhões de anos atrás, nos períodos Paleoceno e Eoceno. O Edworthia lerbekmoi, achado na Formação Paskapoo, no Canadá (no artigo original, classificada como do estágio Torrejoniano-2), foi classificado na família do paromomídeos (Paromomyidae), mas pertencente a uma linhagem inteiramente diferente dos parentes já conhecidos; o Phoxomylus puncticuspis, atribuído tentativamente à família dos Palectonídeos (Palaechthonidae), subfamília dos Plesiolestíneos (Plesiolestinae), da mesma formação, mas citado em seu respectivo artigo, a ser publicado ainda, como de idade Tiffaniana (Ti-1), é caracterizado pela retenção de traços primitivos em sua dentição, indicando que os membros mais antigos dos Plesiadapiformes possuíam uma dentição mais apropriada à dieta frugívora-onívora em vez de insetívora. Complementando estas descobertas, uma nova espécie de Purgatorius, o gênero mais antigo de Primatas, está para ser descrita na Formação Ravenskrag, do Paleoceno Inferior.

Fontes:
1. Fox, R.C. (em fase de publicação). An unusual early primate from the Paleocene Paskapoo Formation, Alberta, Canada. Acta Palaeontologica Polonica 5X: xxx-xxx. doi:10.4202/app.2009.0079

2. Richard C. Fox, Craig S. Scott, Brian D. Rankin. Edworthia Lerbekmoi, A New Primitive Paromomyid Primate from the Torrejonian (Early Paleocene) of Alberta, Canada. Journal of Paleontology 2010 84 (5), 868-878

Nenhum comentário: