Faça uma busca

Google
 

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Evolução 108: Cruxicheiros, um novo (e antigo) dinossauro inglês

A new large-bodied theropod dinosaur from the Middle Jurassic of Warwickshire, United Kingdom

Roger B. J. Benson and Jonathan D. Radley

No Calcário de Chipping Norton (Chipping Norton Limestone), formação datada do Jurássico Médio (Bathoniano), em Warwickshire, Inglaterra, foram encontram fósseis que representam uma nova espécie de grande dinossauro carnívoro, distinto do contemporâneo Megalosaurus bucklandii (a primeira espécie de dinossauro a ser descoberta, em pleno século XVIII). Batizado de Cruxicheiros newmanorum, a caráter fragmentário dos restos não permite uma análise filogenética precisa, podendo ter sido o mais basal dos tetanuros (Tetanurae), dos megalossauróides (Megalosauroidea = Spinosauroidea) ou ainda, o mais primitivo dos neotetanuros (Neotetanurae). O nome escolhido é uma referência ao nome do lugar onde foi encontrado, Crosshand, donde a escolha da composição: crux, "cruz" em latim (inglês cross), e cheiros, "mão" em grego (inglês hand). Hibridismos latim+grego não são raros em nomes científicos, mas a formação possui alguns erros de declinação: como prefixo, crux declina-se como cruci-, e não cruxi- (do mesmo modo que o prefixo referente a rex "rei" é regi-; a velox "veloz" é veloci-); "mão" em grego é kheir/cheir, e não cheiros. Uma forma mais razoável seria Crucicheir, ou Crucichir (latinizando kheir como chir). Um composto totalmente grego seria Staurikocheir; e totalmente latino seria Crucimanus.

Um comentário:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.